Paula Marina. Imagens vivenciadas.

Paula Marina é uma fotógrafa que vive o mundo. E para quem tem essa profissão, é uma grande qualidade. Quem a vê em ação percebe que seu corpo inteiro está envolvido no momento da foto e seus contorcionismos acontecem de acordo com as curiosidades de seu olhar. Essa vontade de ver, e de viver,  faz com que seu trabalho seja autêntico, sem artificialismos.

Em uma de suas exposições, a  Mostra Futebol BR, organizada pela Doc Galeria, a sua foto “Altinho”, que retratava o típico jogo carioca que tem como regra não deixar a bola cair na areia, mereceu destaque.  O que ninguém esperava era que o Washington Post faria uma matéria sobre a exposição/ocupação e uma das imagens selecionadas para a capa seria a que ela fez em Ipanema.

Mas não é só isso. Paula está comprometida com um trabalho autoral, mas também está ligada ao coletivo 1MulherporM2, um grupo atuante e engajado formado há dois anos apenas por fotógrafas. Nesse pouco tempo de vida já foram seis exposições, como as montadas na estação Clínicas do Metrô e na Pinacoteca de Sorocaba. 

Apaixonada por trabalhos sensoriais,  Paula Marina encontra nos fotolivros e em produções artesanais como arte-objetos mais uma maneira de se expressar. Impressas cuidadosamente como fineart, sua fotos fazem sucesso para um público que, como ela, se conecta com a real natureza das coisas.

O Palavra Criada tem algumas obras da Paula Marina na lojinha. Clique aqui e confira.

Por Adriana Calabró

Comentários

Comentários

Um pensamento sobre “Paula Marina. Imagens vivenciadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *